12/09/2018

I FÓRUM DE SAÚDE MENTAL

 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 800 mil pessoas morrem todos os anos, por atentarem contra a própria vida, o que corresponde a uma morte a cada 40 segundos. A cada morte, pelo menos seis pessoas são impactadas diretamente. A consequência é alarmante: em 2015, o suicídio foi considerado a segunda maior causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos no mundo. Só no Brasil, 32 pessoas cometem suicídio todos os dias.

Diante de tais dados e em apoio à iniciativa “Setembro Amarelo”, a FIP criou o I Fórum de Saúde Mental, para tratar deste tema complexo, delicado e cheio de tabus, mas que não deve ser ignorado pela sociedade.

 O Fórum foi dividido nos dias 10 e 11 de setembro. No primeiro dia o Tema da Palestra foi: Suicídio e Saúde Mental e contou com a participação de profissionais da área da Saúde, entre eles a Médica Psiquiatra, Dra. Nilza Cintra Seixas; o Psicólogo, João Roberto Oliveira e Silva e a Técnica de Enfermagem, Gleicy Maria Ribeiro. No segundo dia houve a Palestra com o tema: O olhar da religião sobre o suicídio, com a presença de líderes de denominações religiosas, representados pelo Padre Samuel José de Carvalho e Andréia Pena de Oliveira. Além dos alunos da FIP, o evento foi aberto para a comunidade e convidados. Houve interação entre os palestrantes e o público, através de rodadas de perguntas e respostas.

A FIP, representada por sua Direção Geral, trabalha com responsabilidade social e valorização da vida, dessa forma, lembramos que a FIP disponibiliza aos seus alunos atendimento Psicopedagógico, sem qualquer custo adicional, mediante à agendamento prévio.

 

Fontes: Organização Mundial da Saúde (OMS). Genebra 2006 / Suicídio: Informando para Prevenir. Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) e Conselho Federal de Medicina (CFM) 2014.